Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
HIP HOP Sessions

HIP HOP Sessions

Música & Festivais | Rock

Cineteatro António Lamoso

Sala Principal
Classificação Etária
Maiores de 6 anos
Bilhete Pago
A partir dos 3 anos
2021
out
29
a
2021
out
30

Próxima Sessão

29 out 2021 21:00
Dias
Hrs
Min
Seg

Duração

180 minutos

Abertura Portas

20:00

Promotor

Câmara Municipal de Santa Maria da Feira

Sinopse

Yo YO YO
Cá vamos nós para mais uma viagem na cultura do HIP HOP.
Em outubro de 2021, nos dias 29 e 30, realiza-se uma vez mais, As Hip Hop Sessions, no Cineteatro António Lamoso, em Santa Maria da Feira.
O Hip Hop é um movimento que junta o Mc´ing, Dj´ing, o Breakdance e o Graffiti, estes são os elementos que representam esta cultura.
Nesta 3ª edição das Hip Hop Sessions, Santa Maria da Feira volta a convocar os apaixonados do Hip Hop e todo o seu público a disfrutar durante dois dias deste movimento que tem ganho cada vez mais, espaço e respeito no panorama musical e no quotidiano de todos nós.
Valores como Paz, União e Respeito são as palavras-chave destas Hip Hop Sessions.

Notas Suplementares

HIP HOP Sessions I 29 de outubro

COLECTIVO 258
Resultante da aglomeração de 4 projetos principais, no âmbito da cultura Hip Hop entre diversas influências sonoras da urbe. O nome provém do, cada vez menos utilizado, indicativo telefónico da nossa área geográfica, zona de Viana do Castelo.
Desta cidade surgiu o núcleo daquilo que é o Colectivo 258, atualmente composto por Tuka, Che, Edson e DJ Fat Cap (Omega Krew), Ré Menor, Neno e Trocadilho (Lente de Contacto), Agah2o e Onakep
Fundado em 2003, por Shark Al-Kalash e S-tim (2 ex-emigrantes que regressaram da França e aqui lançaram um álbum e uma maquete respetivamente "Shark Attack" e "Por amor à camisola"), todos os membros do coletivo partilham valores e formas de estar e agir na sociedade, apesar de abordagens sonoras e líricas substancialmente díspares. Os 2 membros fundadores deixaram um legado e uma filosofia, que conta ainda hoje com seguidores, e que ganha forma em 4 projetos principais, ou, 8 MCs e 1 DJ.
Em 2014 é o ano em que se vê o primeiro trabalho físico a ser construído, resultando num álbum que deu a conhecer ao resto do país um pouco mais do que se faz no extremo Norte.
Depois de, em 1998, terem sido pioneiros na produção de rap português em Viana do Castelo, sob o nome de No Choice; em 2001 é formado o grupo Lente de Contacto, que conta com diversas presenças, nos mais variados e prestigiados palcos nortenhos. Ao final de uma maquete do grupo, 4 álbuns a solo dos seus 3 membros e participações variadas com outros MCs, em 2013 foi lançado o 1º álbum, com o nome da banda, numa edição de autor.
Depois de chegar à cultura Hip Hop pela vertente do graffiti, H2O tem vindo a fazer rap, desde 2001, sem padrões e regras, mas com musicalidade em abundância. Depois do lançamento de duas mixtapes ("Rap: Som DeComentários" e "Rap: OrientaSom da Vida") e de participações com coletivos de Reggae, DJs de DrumnBass e outros MCs, 2013 é o ano em que lança "C.R.U.", o primeiro álbum, numa aproximação experimental ao mundo do hip hop.
Omega Krew, banda formada nos finais de 2009, constituída por 4 MCs e 1 DJ. Através de instrumentais fortes e de uma escrita crua, Omega retrata a realidade vista e vivida por uma geração cosmopolita, que já cresceu com o Hip Hop. Em Janeiro de 2012, foi lançada a primeira maquete, intitulada "De Raiz", que se tornou num documento obrigatório para os amantes de rap da nossa cidade. Onakep, o elemento mais novo do coletivo, vai dando forma ao seu rap há 14 anos. Durante este tempo, tem vindo a acompanhar os outros elementos do coletivo no palco, ganhando experiência, e, aperfeiçoando a sua lírica. Deste modo, prepara-se para lançar uma maquete de originais pela primeira vez.


HIP HOP Sessions I 30 de outubro

MUNDO SEGUNDO
MC, produtor e ex b-boy, mas é também uma figura incontornável do hip-hop português e um dos mais ativos embaixadores do movimento. Falar do seu percurso é recuar no tempo até à década de 90, altura em que começou a dar os primeiros passos na música, e passar em tom de nostalgia quase 20 anos de carreira que influenciaram muitas gerações tanto a nível artístico como social, e que ficaram marcados pela incessante procura por novos ambientes e estéticas sonoras. É incontornável recordar neste regresso ao passado as míticas "Nova Gaia Hip-Hop Sessions" da qual foi criador e que ao longo de quase dez anos acolheram bandas de norte a sul do país no antigo Hard Club, na marginal de Gaia. Parte integrante dos Dealema, um dos casos mais sérios de longevidade no hip-hop português, Mundo Segundo esteve também na génese de outro projetos musicais de que são exemplo o Terrorismo Sónico, Real Companhia, Sindicato Sonoro, Gaiolin City Breakers e ainda Factor-X que pela primeira vez juntava Mundo Segundo a Dj Guze do coletivo Dealemático. No entanto, o amor à cultura e a determinação em elevar o hip-hop ao mesmo patamar de outros géneros musicais fizeram com que Mundo se aventurasse também a solo, em meados de 2006, com o album de estreia "S.O.M Sólida Oportunidade de Mudança". Seguiram-se três mixtapes Mundo Segundo Vol. I, Mundo Segundo Vol. II, e Mundo e Each, à qual se juntam inúmeras participações com os maiores nomes do hip-hop nacional, incluindo Sam the Kid com a qual tem atuado ao vivo de Norte a Sul do país. "Tu não sabes" e "Também faz parte", que acumulam mais de 5 milhões de visualizações no YouTube, são os temas de avanço para aquele que é um dos mais aguardados discos de rap português.

2ª PISO
Fundado em 1993, num pequeno sótão de casa, o 2º Piso foi, desde cedo, tido como local de culto dos vários amantes da cultura Hip Hop portuense e não só. Este espaço serviu, incondicionalmente, como nave mãe do emblemático coletivo Dealema que nasce três anos mais tarde, em1996, e que ainda hoje se mantém no ativo.
A partir daí, a bandeira do 2º Piso percorreu os quatro cantos do território nacional e mesmo além fronteiras, através das líricas vincadas e representativas do mesmo, tanto no coletivo como nos trabalhos a solo de Mundo Segundo. Foi em jeito de celebração, porto do o legado e carga histórica que o nome 2º Piso tem, que no dia 14 de Outubro de 2020 data alusiva ao nome original da rua onde nasceu o 2º Piso nasceu a editora 2º Piso. Um selo nacional que tem como objectivo lançar jovens talentos da nossa cultura, ajudando-os a sedimentar e crescer as suas carreiras, ao mesmo tempo que é devolvido ao movimento a sua união e sentimento de pertença outrora mais evidentes.
É esse o sentimento que apresentamos ao vivo no próximo dia 30 de Outubro no showcase de apresentação do 2º Piso, que terá em palco os MCs Rato 54, Birro, Buster e Ruca, devidamente acompanhados pelos DJs Score e Suprhyme.

Preços

Bilhete dia: 7,00 €

-
Partilhar

Serviços Adicionais

Veja ainda: